Teorias Conspiracionistas

Clara Mítia

Bem, não gosto de teorias “conspiracionistas”, mas gosto de coisas que me fazem pensar. Assista esse vídeo, pesquise e tire suas conclusões! (Vídeo abaixo)

Os potenciais malefícios relacionados ao aspartame, glutamato monossódico, pesticidas e transgênicos já são conhecidos pela comunidade científica. Infelizmente o que mais se vê são refrigerantes, bebidas e alimentos contendo aspartame e glutamato monossódico. Não é novidade, mas não se divulga isso pra população. Como que as pessoas farão boas escolhas sem acesso à informação, estando apenas sob o julgo da propaganda mercantilista? Ciência que não vira informação acessível não vale de muita coisa!

Não sou da área de toxicologia, mas em 2011 participei de uma palestra na Semana Farmacêutica da USP, com a Dr.ª Gisela de Aragão Umbuzeiro, professora e pesquisadora da UNICAMP na área de Toxicologia Ambiental. Fiquei bastante intrigada com muitos estudos apontando que estamos mexendo com a fertilidade das populações aquáticas. Em alguns casos já é possível observar alta concentração de hormônio (ou substâncias semelhantes) na água, como é o caso referente às indústrias produtoras de leite de soja, as quais liberam efluentes ricos em compostos estrogênicos. Hoje se defende tanto o uso dos anticoncepcionais femininos, mas estudos comprovam que esses hormônios liberados na urina estão contaminando nosso meio ambiente, iniciando um processo de alterações sexuais em organismos aquáticos. Nosso tratamento de água convencional não consegue extrair da água todos os compostos, especialmente os parecidos com os produzidos pelo nosso organismo. Água contaminada com hormônios ou substâncias semelhantes está causando esterilidade em espécies de caracóis. O próprio FDA (Food and Drug Administration) está reavaliando a utilização do triclosan, um composto extremamente utilizado em cosméticos, desodorantes, sabonetes, cremes dentais e desinfetantes. Em meio aquático, esse composto transforma-se em dioxina, um composto tóxico para a vida aquática, sem falar em potenciais riscos à saúde. E se pensarmos a longo prazo, quais malefícios serão observados em nós, humanos? Não gosto de alarmar, mas é algo a se pensar muito seriamente.

O FDA é o órgão que controla medicamentos e alimentos no mundo. Infelizmente a Indústria Farmacêutica é uma grande máfia. A de Alimentos também não está muito longe disso, pois é só observar a onda FAST FOOD que está sendo responsável por criar uma geração de obesos. Retornando à Indústria Farmacêutica, estudos conduzidos na Índia e no Nepal verificaram declínio na população de urubus que comiam carcaça de vacas que haviam sido tratadas (adivinhem com o que?) com DICLOFENACO. Também é assustador o uso e a prescrição indiscriminada de ansiolíticos e antidepressivos. Nos EUA o uso indiscriminado de antidepressivos está causando grandes problemas, especialmente em crianças. Sem generalizações, mas crianças normais estão sendo diagnosticadas com hiperatividade e TDHA (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade). Não compreendo, mas acho podemos ter cuidado com generalizações. Crianças tomando medicamentos controlados, enquanto gostariam apenas de ter uma vida normal, sem uma rotina enfadonha de cursos de inglês, aulas de reforço, e etc. Antigamente criança chegava da escola, corria, brincava e ia fazer o dever de casa. Chega de querer fazer da criança um mini adulto! Gente, criança quer brincar e crianças ativas, que se movimentam, que perguntam, sendo diagnosticadas com TDHA? Muito cuidado! Criança quer ter pai e mãe no final do dia pra fazer a tarefa da escola, comer e brincar só isso. Está na hora de pararmos de aceitar passivamente tudo o que a Indústria nos impõe!

Falando da Monsanto, o Brasil é o maior consumidor de praguicidas do mundo. Pergunte aos executivos da Monsanto se eles comem o que produzem? Claro que não! Eles não usam as drogas que fabricam. Há os que vão defender a produção de alimentos em grande escala a fim de reduzir o custo e evitar problemas no abastecimento de alimentos para a população mundial. O problema não é bem esse. O Brasil é o 4º maior produtor de alimentos do mundo e o 6º em desnutrição. 61% da produção de alimentos, do campo à mesa do consumidor, é desperdiçada no Brasil. O problema é educação, escoamento eficiente dos produtos e não PRODUÇÃO DEFICIENTE! Há muito mais gargalos do que possamos imaginar…

Quanto à Engenharia Genética, esta pode ser grande aliada ou inimiga perigosa… Criar um organismo geneticamente modificado infla o ego de muita gente e a maioria dessa turma esquece a ÉTICA quando o assunto é ganhar dinheiro. Não estamos mais sob as forças da evolução darwinista, a seleção natural das espécies. Estamos forçando mudanças genéticas, fazendo da Terra um imenso laboratório onde não sabemos no que vai dar… Não duvido que haja interesse político e financeiro por trás de muita coisa…

Ainda bem que tem gente com coragem de questionar o que insistem em nos enfiar goela abaixo. Falando de gente assim, o climatologista Dr. Ricardo Augusto, professor e pesquisador da USP, defende que o aquecimento global é uma grande farsa criada pela indústria mundial e que os problemas são outros, denunciando haver muito interesse político e financeiro por trás de tudo que nos é imposto. Infelizmente ele teve redução de financiamento em suas pesquisas por conta das denuncias que fez… Tentativas de calar sua boca, talvez…

Enfim, como profissional da Tecnologia de Alimentos, preciso me posicionar!

Defendo o enfrentamento à fome e à pobreza, defendo a agricultura familiar pois precisamos do homem no campo produzindo alimento e gerando renda. Defendo a agricultura orgânica em respeito à diversidade ambiental e como uma oportunidade de oferecer alimentos sem agrotóxicos. Defendo as pesquisas genéticas, mas que estas estejam regadas pela ética. E mais que tudo, defendo a CAPACIDADE CRÍTICA do ser humano, autor da própria história, capaz de questionar tudo o que lhe é imposto.

Informe-se e tire suas próprias conclusões. Essas são as minhas.

 

*Clara Mítia  é Tecnóloga em Alimentos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: