Novas informações sobre o sumiço de Chávez

Graça Salgueiro

Notalatina volta a falar sobre o mistério da ausência de Chávez, hoje com informações mais concretas, graves e de fonte confiável. O ponto forte desta edição de hoje, entretanto, fica por conta de dois vídeos (no final da edição) de uma entrevista concedida pelo tenente venezuelano exilado em Miami, José Antonio Colina, presidente da associação Veppex (Venezuelanos Perseguidos Políticos no Exílio) ao jornalista Tomas García Fuste, daTelemiami, em seu programa “Buenos Días Miami” de ontem (24.06).

As informações que este senhor oferece na entrevista coincidem com as publicadas pelo jornal “El Nuevo Herald” de Miami. Um jornalista venezuelano muito sério e bem conceituado, Casto Ocando, publicou através de sua conta no Twitter entre ontem e hoje, as seguintes mensagens: “Comentários sobre ‘transição’ de Diosdado Cabello em reunião com militares no Círculo Militar, na terça-feira 21, continuam criando ondas expansivas”; “Diosdado falou a militares da necessidade de preservar a Revolução, ‘porque os homens passam’, referência à potencial incapacidade de Chávez”; “Distribuem circular nos quartéis que insta a não se fazer eco de rumores sobre a má saúde presidencial, e fazer frente à desmoralização”; “Chancelaria brasileira expressa preocupação pela grave situação de Chávez, e se prepara para eventual sucessão”.

Bem, dias atrás o Granma andou publicando umas fotos da visita de Fidel e Raúl ao hospital onde supostamente Chávez está internado, mas não consegui tragá-las como verdadeiras pelas seguintes razões: quando Chávez iniciou seu giro, primeiro no Brasil, depois Equador e finalmente Cuba, ele estava andando com auxílio de uma bengala alegando um problema no joelho, que ninguém sabe se era verdade ou não, mas que serviu de desculpa para ir a Cuba fazer um tratamento. Nas fotos publicadas abaixo vê-se Chávez em trajes desportivos e usando tênis sentado numa cadeira comum, enquanto que Fidel está sentado na cadeira que é reservada ao paciente que ocupa o quarto hospitalar.

Em outra foto, Chávez aparece com os joelhos dobrados (impossível para quem está com algum problema que impede a deambulação!) enquanto ouve Fidel, e em outra ainda, onde os três estão de pé, é Fidel quem se apóia em Chávez e não o contrário. Ademais, em meus longos anos trabalhando em hospital, JAMAIS soube que um paciente recém cirurgiado poderia usar roupas desse tipo e ainda mais tênis no próprio quarto, em vez de pijamas.

A impressão que me ficou foi de que estas fotos são antigas, do tempo em que Fidel esteve internado, para dar a entender que Chávez está muito bem de saúde mas eles exageraram na dose, pois são mestres em criar fraudes grosseiras. Vejam e tirem suas próprias conclusões. Segundo os informes o estado de saúde de Chávez é grave, ele tem câncer de próstata e está fazendo quimioterapia, o que inevitavelmente leva à queda de cabelos, portanto, essa foto não pode ter sido tirada esta semana.

A oposição anda enfurecida com a falta de informações sobre este misterioso caso, sobretudo porque Chávez continua governando desde Cuba. Ele não delegou oficialmente as funções ao seu vice, como corresponderia, e ninguém sabe se é ele mesmo quem está enviando as mensagens via Twitter ou se são os Castro quem estão escrevendo, decidindo e falando por ele. O fato concreto é que o Governo está à deriva, sobretudo porque, se Chávez morrer, não terá deixado um “herdeiro” político pois não confia em ninguém. Acabei de receber de um correspondente venezuelano (que por segurança omito o nome) o relato de uns informes de inteligência que falam do rebuliço que está havendo na cúpula do governo, onde os urubus já começam a disputar o botim, mesmo com o homem ainda vivo.

Traduzo abaixo os informes de inteligência e o artigo de “El Nuevo Herald”, para que vocês possam tirar suas conclusões. O certo é que, como diz um ditado colombiano,“quando o rio soa, muitas pedras traz”. Entretanto, como parece haver um prazer mórbido em torno deste mistério, eu não me espantaria se ocorresse uma dessas duas alternativas contraditórias: ser anunciada em breve a morte de Chávez, ou ele aparecer vivinho e histérico como sempre no desfile de 5 de julho, Dia da Independência da Venezuela. Não deixem de assistir no final desta edição os vídeos do tenente Colina. Fiquem com

Deus e até a próxima!

*****

Em meio desta situação de hermetismo informativo que deixou os dirigentes chavistas surpresos e com as calças na mão, aos quais nunca lhes passou pela cabeça que seu único líder era um comum mortal, começaram a aflorar as apetências e mesquinharias dos que usufruíram do poder em treze anos montados no porta-aviões Hugo Rafael Chávez Frías.

Convencido de que a revolução sem um Chávez não tem vida, o primeiro aspirante à sucessão do caudilho foi seu próprio irmão Adán, atual governador do estado Barinas, que entre viagens e viagens a Havana, Caracas e Barinas começou a mover os fios para vender a imagem de que seu irmão não sobrevive, que está muito mal e há que acelerar os tempos para arrancar sua apresentação como “herdeiro”. O informe de inteligência que me passaram indicaria que Adán, que não tem tido uma relação fluida com seu irmão desde que saiu do Ministério da Educação e aquele lhe questionou um contrato com uma empresa de seguros, estaria se movendo supostamente em conchavo com Jaua (Elias Jaua, vice-presidente da Venezuela. GS) para assumir a liderança do processo, na eventualidade de que Hugo Rafael não possa se apresentar como candidato em 2012.

Um heterogêneo grupo de radicais comunistas, inclusive uns muito pró-cubanos da Frente Francisco de Miranda, estariam se movendo nesse sentido. É preciso advertir que os irmãos Castro estão conscientes de que seu aliado verdadeiro – e mais que comprovado – é o atual mandatário e assim fizeram saber aos viajantes que vão a Cuba. Outro grupo, encabeçado por militares participantes dos Golpes de Estado de 1992, está observando calado o desenrolar dos acontecimentos. As consultas a distintos médicos por parte dos aspirantes à sucessão se incrementaram, e por isso a diversidade e variedade dos rumores espargidos no que parece uma muito bem montada campanha de especulação e desânimo destinada aos seguidores do processo.

Pergunta-se: Vocês leram em algum lugar que se dissera que a “sucessão” ou a “cura” dotirano é o que mais convém à Venezuela e aos venezuelanos? NÃO, não é mesmo? O que se observa é que “Belchior, Baltazar e Gaspar”, estão dependendo de se manter no poder, visto que, se perdê-lo, irão TODOS dar com seu ossos nos cárceres do país e em Haia!

Nova ordem no Hospital Militar: o presidente chega em 30 de junho

Não lhes disseram oficialmente se o problema de saúde de Hugo Chávez Frías é de próstata, do intestino ou do joelho. Entretanto, pelos médicos que foram consultados, leva-se a crer que é algo intestinal. A remodelação da chamada área presidencial do Hospital Militar Carlos Arvelo se acelerou, e está pronta para receber seu hóspede mais importante. O último informe que se tem, desde ontem, é que o enfermo recolhido em Cuba poderia estar em condições de vir ao país no próximo dia 30 de junho, e hospitalizar-se lá para os últimos dias de seu repouso e se preparar para estar em forma e presidir, tanto o desfile militar de 5 de julho como a Primeira Cúpula Latino-Americana e do Caribe que deverá acontecer na ilha de Margarita, que não foi suspensa, pois hoje mesmo estão lá delegações presidenciais checando seu transporte e alojamentos.

No Hospital Militar já foram tomadas certas medidas de segurança ante a eventualidade de que o chefe de Estado chegue na próxima semana: não estão atendendo emergências, senão naqueles casos onde esteja comprometida a vida do paciente; acondicionou-se toda a chamada “área de alta hierarquia” do 9º andar até o 11º; só estão atendendo os filiados; todo o pessoal foi identificado novamente; as grades dos arredores foram fechadas e já não são reservistas os que estão nas portas, senão pessoal de carreira, como capitães e tenentes, algo inusitado para esta função.

Esperam que no fim de semana um dos médicos militares venezuelanos que o viram tragam o informe detalhado da doença presidencial, para aqui estarem preparados e poder seguir o tratamento indicado pelos médicos cubanos e o espanhol que o operaram no Centro de Investigações Médico Cirúrgico (CIMEQ, na sigla em espanhol) de Havana.

Tudo é um “segredo de Estado”. Novamente ficam no ar algumas perguntas: cólon, próstata, intestino, joelho, câncer ou uma simples gripe que se complicou? Quando teremos uma informação veraz, oportuna e certa, sem manipulações nem secretismos vermelhos vermelhinhos? Quando chamarem o povo para o recebimento apoteótico de seu caudilho enfermo, saberemos.


Em estado crítico a saúde de Chávez

Antonio Maria Delgado – El Nuevo Herald

O presidente venezuelano Hugo Chávez, que encontra-se internado em um hospital de Havana, estaria atravessando um “quadro clínico crítico”, disseram nesta sexta-feira fontes de inteligência americanas.

As fontes, que falaram sob a condição de anonimato, disseram que não podiam confirmar versões de que o mandatário venezuelano está sendo tratado de um câncer de próstata, versão que está sendo sussurrada com cada vez mais freqüência nas altas esferas venezuelanas.

Porém, o estado de saúde do mandatário venezuelano, que sofreu uma intervenção cirúrgica há duas semanas em Havana, “encontra-se em um estado crítico, não grave, mas sim crítico, complicado”, indicou uma das fontes consultadas, cuja identidade não pode ser revelada devido à sensível posição em que se encontra.

Por outro lado, as fontes de inteligência que estiveram seguindo de perto a situação em Caracas confirmaram que a filha de Chávez, Rosinés, conjuntamente com sua mãe, Marisabel Rodríguez, saíra da Venezuela misteriosamente com rumo a Cuba em um avião da Força Aérea. “Levaram de urgência Marisabel e sua filha”, comentou outra das fontes.“Isso foi há 72 horas”.

O hermetismo sobre o estado de saúde do mandatário e sua longa ausência acentuaram a incerteza sobre o verdadeiro estado físico do mandatário. As aparições em público foram muito limitadas desde que Chávez aterrissou em Havana, limitando-se a uma breve gravação no início, algumas fotos e na sexta-feira umas mensagens de Twitter que não deram detalhes sobre sua saúde nem sobre quando regressará a Caracas.

“Hoje é o dia do meu Exército e o sol amanheceu brilhante. Vai um gigantesco abraço a meus soldados e meu povo amado”, escreveu o mandatário, que enviou quatro mensagens desde a rede social, da qual estava ausente desde 4 de junho.

Segundo o governo, Chávez teria sido operado de um abcesso pélvico em 10 de junho em Havana, onde se encontrava em visita oficial. Desde então, os rumores sobre seu estado de saúde não cessam na Venezuela, devido a ausência absoluta de informe médicos e ao mutismo de Chávez, que normalmente é um presidente hiper-ativo e midiático.

A coalizão opositora, Mesa da Unidade Democrática (MUD) exigiu esta semana partes médicas diárias sobre a saúde do presidente. “Não ao secretismo desta matéria. Em governos autoritários se enviam fotos.

E, democracia, há informação”, frisou o deputado Américo de Grazia, em nome do bloco opositor, referindo-se a umas fotos de Chávez junto ao ex-governante cubano Fidel Castro, divulgadas há uma semana.

Os crescentes rumores que apontam para uma grave deterioração do estado de saúde de Chávez, estão gerando grandes dúvidas sobre o que aconteceria na Venezuela se o mandatário, por alguma razão, se vir obrigado a se afastar do cargo, ante a existência de distintas facções dentro do chavismo que estão confrontadas, e o fato de que o chefe do movimento revolucionário nunca ungiu um sucessor.

Analistas assinalam que inclusive a percepção de que Chávez poderia afastar-se por um tempo do poder seria suficiente para gerar um forte choque interno pelo controle do movimento que ele lidera. No momento, os máximos funcionários do governo redobraram os esforços para distribuir um ar de tranqüilidade repetindo reiteradamente, sem dar detalhes, que Chávez se recu.

posso dar fé sobre a saúde do presidente”, disse o governador do estado Barinas e irmão mais velho do mandatário, Adán Chávez, em declarações difundidas pela televisão estatal na terça-feira. “Ele está se recuperando satisfatoriamente. O presidente é um homem forte”, acrescentou.

VEPPEX – José A. Colina fala sobre a enfermidade de Chávez – Parte 1


Parte 2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: