Doxa: sobre a parada gay de Sobral

Rodrigo Fialho

A palavra doxa vem do grego e significa opinião. A partir de hoje, toda vez que você ver doxa seguida de dois pontos (:) é porque a tag é apenas sobre uma mera opinião minha, que estará aberta a receber criticas e elogios de você, leitor. A doxa de hoje é sobre a parada gay de Sobral.

Escutei ontem no programa do Isaias Nicolau, o corajoso pastor Eric expressar o seu repúdio contra a parada gay que acontecerá em Sobral no dia primeiro de maio no Arco de Nossa Senhora de Fátima – que por sinal já está totalmente enfeitado com as cores do arco-íres, símbolo do movimento homossexual. A meu ver, o pastor que fez questão de ressaltar que não é homofóbico e nada tem contra a pessoa homossexual, exagerou ao dizer que a parada trará maldição à cidade e ao citar diversas passagens bíblicas em que a conduta homossexual é censurada. Não que uma conduta humana seja qual for não possa ser criticada, mas porque a conduta individual de quem quer que seja não traz mal algum a sociedade. O pastor Eric, que trabalha no bairro Sinhá Saboia, não tem razão ao afirmar que o evento trará maldição, mas tem toda razão ao reclamar do fato de a prefeitura sempre disponibilizar o Arco para o movimento gay e não disponibilizar o mesmo local para a cruzada evangélica que a Igreja liderada por ele quis realizar.  Quer dizer então que preconceito contra homossexual não pode, mas contra cristãos pode?

Arco de N. S.de Fátima ornamentado para a parada gay

Mas vamos logo ao que interessa. desde já deixo bem claro que não sou contra gays e nem mesmo me posiciono contra o homossexualismo. Cada um faça da sua vida o que bem entender. Mas o que o movimento gay quer não bem liberdade para fazer o que bem entendem, porque isso eles já tem. Nem lutar contra a homofobia generalizada que a mídia tem noticiado, porque isso não existe. A mídia chama de homofobia generalizada os cinco casos que aconteceram na Avenida Paulista. Ora, quem quer que conheça São Paulo sabe que casos de violência acontecem o tempo inteiro na cidade. Pessoal, São Paulo é uma das maiores e mais violentas cidades do planeta e essa violência não é apenas contra gays.  Outros preferem argumentar apresentando os números de assassinatos a gays. Num país onde ocorrem cinqüenta mil homicídios por ano, creio que é uma questão de probabilidade o fato de alguns deles serem homossexuais. Outro dia, vi na TV um dos rapazes agredido na Av. Paulista dizer que tem que haver uma lei que puna os agressores de gays, mesmo sabendo que o homem que o agrediu foi indiciado por agressão.Ou seja, Se a pessoa agredida fosse uma mulher ou uma criança o agressor responderia por agressão, como foi um gay, tem que responder por homofobia e receber uma punição mais severa. Olha aí, o cara tá se achando superior aos outros. Ele pensa que só porque é homem e gosta de homem tem que ter lei para protegê-lo. Ah, fala sério garoto!

O problema dos gays do movimento homossexual é essa mania de se considerar superior às outras pessoas. Eles não reclamam liberdade, nem respeito, porque isso eles tem, o que eles querem é se tornar uma classe privilegiada, querem que leis especiais sejam aprovadas para defende-los de um mal hipotético. Essa é a bandeira do movimento homossexual e era isso que o pastor Eric deveria ter criticado. Se queremos uma sociedade de iguais, não podemos admitir que um grupo de pessoas sejam privilegiados com uma lei especial, que os proteja de forma especial. Afinal, crianças e idosos são muito mais indefesos que uma pessoa que fez uma opção sexual diferente da convencional e nem por isso estão se organizando para exigir leis que os tornem privilegiados.

Para embasar ainda mais a minha opinião, convido o nobre deputado Clodovil Hernandes a dizer o que pensa sobre este assunto. Assistam ao vídeo:

Anúncios

  1. “Não que uma conduta humana seja qual for não possa ser criticada, mas porque a conduta individual de quem quer que seja não traz mal algum a sociedade”

    Só discordo dessa parte. Como assim a conduta individual de quem quer que seja não traz mal algum à sociedade? E a conduta do atirador de Realengo? E a conduta da Dilma Rousseff no final da década de 60 não trouxe danos à nossa sociedade?

    E esse vídeo do Clodovil é muito bom! Ele foi um dos caras mais inteligentes que conheci e tinha a coragem de falar o que pensava abertamente. Nesse vídeo, pode-se ver duas das maiores defensoras do movimento gay no Congresso: Cida Diogo e Maria do Rosário, ambas do PT.

      • Faz tempo que não escrevo nada. Estou muito sobrecarregado com a faculdade de administração pública.Mas assim que bater a inspiração, eu te envio um escrito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: